Matérias do Entusiasta

O conteúdo do Entusiasta é de elaboração própria, mas pode ser usado pelos colegas jornalistas ou amigos, só peço que sejam justos e sitem a fonte, assim vai ser uma grande satisfação ver minhas matérias repostadas por aí.



Gostou deste blog? Espalhe pela rede! Compartilhe-o! Valeu!

Share |

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Confira algumas fotos do Moto Fest de Teresópolis-RJ


Esta edição do Moto Fest de Teresópolis foi todo o tempo acompanhada de muita neblina e muito frio, mas quem apareceu por lá foi compensado pelos muitos shows de Rock e um pouco de Heavy Metal, muito bom. Nesse ritmo, em breve os encontros motociclísticos serão um bom meio para bandas de Death e Viking Metal se apresentarem também!
Confira a matéria completa do que rolou nesse evento, que aconteceu na bela região serrana do Rio de Janeiro, na revista Pró Moto.



Até lá, confira algumas imagens.



Miniatura do Tracks Bar "boteco móvel", feita por Fábio , Águias da Serra, presente no Moto Fest


Muitas Harleys no evento, essa era uma das mais antigas. É uma Eclectra Glider 68. Ah! A Loira,uma amiga ENTUSIASTA, que para chegar ao evento "rodou" os longos 500 metros até o evento, já que reside em frente à area do vento.


Muitos shows pela metade da noite, surpreendentemente, o grande número de bandas não fez com que os shows perduracem pela madrugada. Mas enqundo durou, tudo foi muito animado. Teve até um cover do grande Iron Maiden.




Alguns dos responsáveis pela organização do evento.





Claro, a Pró Moto também esteve por lá e foi super bem recebida.

Aqui alguns motociclistas no café da manhã 0800 oferecido pelos anfitriões Águias da Serra

Não perca a cobertura completa dessa grande festa motociclística na próxima edição da Pró Moto. Ainda nas bancas a edição com a cobertura do Bike Fest de Tiradentes-MG. Valeu!!!

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Entrevista com os organizadores do Bike Fest

Conheça um pouco mais da história do Bike Fest nesta entrevista com seus organizadores e idealizadores, Guilherme Berg e Jordano Neves Berg ao ENTUSIASTA. E não perca a cobertura completa, na revista Pró Moto, do que rolou na 18ª edição do evento que aconteceu em junho. Nas bancas, a partir desta semana.

Na foto, da esquerda para a direita: Jordano e Berg


Se o evento em alguma edição já chegou a ser exclusivo de harlistas e se já houve algum tratamento diferenciado entre os harlistas e os demais motociclistas?
Nos primeiros anos do encontro, onde participavam somente harlistas, só havia presença de motos Harley- Davidson. Depois novos participantes, com outras marcas e modelos de motos foram chegando, trazendo uma diversificação maior de marcas e modelos de motocicletas ao evento.
Nunca houve tratamento diferenciado, sendo a idéia do evento a de realizar a união entre amigos motociclistas.

Há quando tempo o evento usa o nome Bike Fest? Quais eram os nomes usados anteriormente?

Em 1999 foi o último ano que se usou o tradicional nome criado pelos próprios frequentadores, ainda hoje muito falado na cultura do evento, de "Festival Harley- Davidson". Por força maior da empresa Harley - Davidson, o nome foi modificado para "Festival de Motos Clássicas", que ainda usamos para divulgação com o intuito de mantermos a tradição de motos clássicas e customizadas. Em 2003 o evento passou a ser oficialmente "Bike Fest Tiradentes"

Há quanto tempo o Bike Fest integra o calendário oficial de ventos de Tiradentes?

Desde a primeira realização, em 1993, que a prefeitura de Tiradentes apoia o evento, integrando-o ao calendário da cidade.

Como era a programação ao longo desses anos de evento e o que foi substituído?

A programação pouco se modificou desde seu início. Durante esses anos, o evento coloca a disposição de seus participantes uma programação básica, já que a cidade já possui os atrativos históricos para atrair os visitantes. O tradicional churrasco na quarta feira ainda se mantém. O que mais se alterou em sua programação foi a parte de shows, que, por 3 anos já não acontecem devido à solicitação de órgãos públicos (Iphan e Ministério Público Federal) para adequarmos o evento à preservação da estrutura do patrimônio tombado da cidade.
Só para esclarecimento: a grande maioria dos motociclistas só chegam ao evento na sexta –feira, e por isso não devem ficar sabendo desse churrasco, mas como muitos outros encontros, o Bike Fest também oferece um churrasco de boas vindas aos motociclistas, só que diferentes dos demais eventos, recepção de boas vindas acontece na abertura do evento. Outra grande diferença em relação à maioria dos encontros é que o Bike Fest vem, a cada edição, ampliado os dias de evento. Segundo os organizadores a intenção é que o encontro dure uma semana e transforme na semana da moto.

Desde que edição o Bike Fest não apresenta os tradicionais shows de Rock durante o evento?

Desde 2008. Agora acontecem shows em ambientes fechados, fora das praças e da área de preservação de patrimônio. Porém, esses shows não são realizados pelo evento.

O Bike Fest já deixou de ser realizado alguma vez ao longo desses anos?

Nunca deixou de ser realizado desde seu inicio em 1993.

A idealização do Bike Fest nasceu com o empenho de dois moto clubes( Balaios e Águias de Aço), esses MC participam ainda hoje, de alguma forma, dos preparativos do evento, já que oficialmente o evento é realizado pelo Grupo Berg?

Sim, esses dois moto clubes e outros (Ninho das Águias, Águias de Ouro, Cariocas e Lobos), além de pessoas da própria cidade, ajudaram na divulgação entre os amigos para a realização do evento. A parte de organização sempre foi realizada pelo Grupo Berg. Todos esses moto clubes ainda participam do evento.

Houve alguma edição do encontro de Tiradentes em que na organização estavam oficialmente o Balaios e o Águias de Aço?

Não. A função dos moto clubes sempre foi a de ajudarem na divulgação. Enquanto que o Grupo Berg trabalhava na organização e na busca de apoio e patrocínio.

O que terá na programação da edição de 2011? O que pretendem trazer de novo o Bike Fest? Já estão pensando nisso?

Já iniciamos o trabalho para 2011, vamos manter o padrão igual ao de 2010. Tentaremos inovar durante a busca de parceiros e idéia do projeto de 2011. Temos a idéia de mantermos o trilhão de motos e voltar com a exposição de motos clássicas, antigas e customizadas, que já foi realizado por 2 anos, em 2005 e 2006.
Vamos continuar a investir na preservação do meio ambiente com plantio de árvores para neutralizar o monóxido de carbono emitido pelas motocicletas e apoiar o Corpo de Bombeiros Voluntário de Tiradentes.

Nota: Mesmo tento em sua origem o fato de ter sido idealizado por harlistas, o que pode levar alguns motociclistas a pensar diferente, o encontro motociclístico de Tiradentes é democrático e todos os são bem recebidos não importa o tipo ou marca da motocicleta que esteja pilotando. Mais Bike Fest em 2011.