Matérias do Entusiasta

O conteúdo do Entusiasta é de elaboração própria, mas pode ser usado pelos colegas jornalistas ou amigos, só peço que sejam justos e sitem a fonte, assim vai ser uma grande satisfação ver minhas matérias repostadas por aí.



Gostou deste blog? Espalhe pela rede! Compartilhe-o! Valeu!

Share |

domingo, 12 de setembro de 2010

Moto Fest de Teresópolis-RJ

Confira a cobertura desse encontro motociclístico que relou em Teresópois na edição da 101 da Pró Moto que chegará às bancas em poucos dias.

Posted by Picasa

sábado, 11 de setembro de 2010

Entrevista com Fábio Brasil, um dos fundadores do moto clube Águias da Serra

O Águias da Serra, Fábio Brasil, é um dos fundadores do moto clube, mas além de estradeiro , é também um trilheiro de fim de semana de longa data. O mundo motociclístico faz parte da sua vida desde os 5 anos de idade, hoje está com 38.
Mas não é só isso, entre as duas rodas e seu trabalho, no comando de sua joalheria em Teresópolis, ele encontra tempo para outros hobbys, o de colecionador e confeccionador de minaturas. Ele constroi maquetes, porém, o seu forte são os dioramas (termo inventado por Louis Daguerre, em 1822. Até o início do século XX. Era uma forma de exposição muito popular e bastante usada nos maiores museus do mundo) é um modo de representação artística de cenas da vida real,de forma realista, com finalidades de educativa ou entretenimento. As cenas podem representar qualquer coisa . Ela é pintada sobre uma tela de fundo curvo, de forma a simulem um contorno real. A tela colocada na obscuridade e iluminada modo estratétigo, dá uma ilusão de profundidade e de movimento, dando a impressão de tridimensionalidade.
Confira mais sobre os dioramas de Fábio Brasil

Há quanto tempo faz essa arte?
Sou modelista e colecionador de miniaturas / carros e motos desde 10 anos de idade . 38 anos

Em quais escalas trabalha?
Carros em escala de 1:18 / 1:24 metal,motos em escalas 1:10/ 1:08/ variadas.
Prefiro as escalas de 1:18, são mais detalhadas.

Durante o Moto Fest apresentou uma réplica do Truck Bar, caminhão que funciona como um super bar móvel, que estava presente no evento. Quanto tempo levou para concluir essa réplica? O truck art Bar do meu amigo TRAJANO surgiu numa conversa com meu filho Fábio Júnior em construir uma réplica idêntica à original. Esta ideia foi concluída em (45)dias. Fizemos 180 fotos do truck com todos os detalhes e partimos para construção. Você viu o resultado.

Você constrói outros tipos de dioramas?
Sim, carros de arrancadas , de batidas, off-road

Trabalha com a construção de maquetes também?
Sim ,faço maquetes, mas os dioramas é o meu forte.

Para que você faz? Comercializa, realiza exposições?
Faço por prazer, por gostar muito de miniaturas. Não comercializo, já fiz muitas exposições em clubes fechados e avenidas para a prefeitura, etc
Hoje tenho 1200 peças em diversas escalas.


Faz trabalhos sob encomenda?
Não gosto de trabalhar sob encomenda, como te disse, faço por prazer.

Em média, quanto tempo tu gasta para concluir a reprodução de uma miniatura?
A produção de uma réplica em miniatura depende muito do que se vai fazer.
Varia de 30 dias a 90 dias, o que demora são os detalhes, que têm que sair perfeitos. Disso, eu não abro mão.

Que materiais você usa?
Os materiais usados em um diorama são diversos: madeira, plásticos, vidros, isopor, colas, tintas e uma farta mala de ferramentas.

Como começastes no meio motociclístico?
O mundo das duas rodas me persegue desde 5 anos de idade, quando meu pai me deu minha 1ª moto uma, GRAZIELA VERDE - ITALIANA.
Daí em diante, não parei mais. Já tive 18 motos no geral.
Sou estradeiro e trilheiro .

Você está nos dois “mundos” das duas rodas, estás no off road e no estradeiro. Do qual você gosta mais?
É complicado dizer qual gosto mais. Cada um tem seu prazer.
A estrada te leva a todos os lugares, aos encontros .
Na trilha você tem liberdade ( vc e a moto+ natureza e diversão )
Admiro as duas modalidades ( eu e meu filho )


Há quanto tempo faz trilha? Já participou de algum campeonato?
Faço trilha 10 anos.
Não gosto de campeonatos, e sim de trilhão.

Para encerrar. Quanto ao estradeiro, há quanto tempo integra o Águias da Serra? Por que Águias da Serra?
Sou integrante do AGUIAS DA SERRA MOTO GRUPO desde seu nascimento, há 10 anos, sou um dos fundadores.
Quando você se integra a um grupo de amigos nada fica difícil. Tudo é pensado, criado e realizado pelos ÁGUIAS.
Foi uma satisfação conhecê-la e agradeço sua visita em nossa cidade.


Digo o mesmo. Foi muito bom o vento de vocês, obrigada pela ótima receptividade ao Entusiasta e à revista Pró Moto. Em 2011 tem mais Moto Fest nos dias 19 a 21 de agosto. www.aguiasdaserra.com

Confira a cobertura completa do Moto Fest Teresópolis na próxima edição da revista Pró Moto, nas bancas, em breve. Confira sempre aqui no Entusiasta as prévias dos encontros motociclísticos cobertos pela Pró Moto.


segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Confira algumas fotos do Moto Fest de Teresópolis-RJ


Esta edição do Moto Fest de Teresópolis foi todo o tempo acompanhada de muita neblina e muito frio, mas quem apareceu por lá foi compensado pelos muitos shows de Rock e um pouco de Heavy Metal, muito bom. Nesse ritmo, em breve os encontros motociclísticos serão um bom meio para bandas de Death e Viking Metal se apresentarem também!
Confira a matéria completa do que rolou nesse evento, que aconteceu na bela região serrana do Rio de Janeiro, na revista Pró Moto.



Até lá, confira algumas imagens.



Miniatura do Tracks Bar "boteco móvel", feita por Fábio , Águias da Serra, presente no Moto Fest


Muitas Harleys no evento, essa era uma das mais antigas. É uma Eclectra Glider 68. Ah! A Loira,uma amiga ENTUSIASTA, que para chegar ao evento "rodou" os longos 500 metros até o evento, já que reside em frente à area do vento.


Muitos shows pela metade da noite, surpreendentemente, o grande número de bandas não fez com que os shows perduracem pela madrugada. Mas enqundo durou, tudo foi muito animado. Teve até um cover do grande Iron Maiden.




Alguns dos responsáveis pela organização do evento.





Claro, a Pró Moto também esteve por lá e foi super bem recebida.

Aqui alguns motociclistas no café da manhã 0800 oferecido pelos anfitriões Águias da Serra

Não perca a cobertura completa dessa grande festa motociclística na próxima edição da Pró Moto. Ainda nas bancas a edição com a cobertura do Bike Fest de Tiradentes-MG. Valeu!!!

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Entrevista com os organizadores do Bike Fest

Conheça um pouco mais da história do Bike Fest nesta entrevista com seus organizadores e idealizadores, Guilherme Berg e Jordano Neves Berg ao ENTUSIASTA. E não perca a cobertura completa, na revista Pró Moto, do que rolou na 18ª edição do evento que aconteceu em junho. Nas bancas, a partir desta semana.

Na foto, da esquerda para a direita: Jordano e Berg


Se o evento em alguma edição já chegou a ser exclusivo de harlistas e se já houve algum tratamento diferenciado entre os harlistas e os demais motociclistas?
Nos primeiros anos do encontro, onde participavam somente harlistas, só havia presença de motos Harley- Davidson. Depois novos participantes, com outras marcas e modelos de motos foram chegando, trazendo uma diversificação maior de marcas e modelos de motocicletas ao evento.
Nunca houve tratamento diferenciado, sendo a idéia do evento a de realizar a união entre amigos motociclistas.

Há quando tempo o evento usa o nome Bike Fest? Quais eram os nomes usados anteriormente?

Em 1999 foi o último ano que se usou o tradicional nome criado pelos próprios frequentadores, ainda hoje muito falado na cultura do evento, de "Festival Harley- Davidson". Por força maior da empresa Harley - Davidson, o nome foi modificado para "Festival de Motos Clássicas", que ainda usamos para divulgação com o intuito de mantermos a tradição de motos clássicas e customizadas. Em 2003 o evento passou a ser oficialmente "Bike Fest Tiradentes"

Há quanto tempo o Bike Fest integra o calendário oficial de ventos de Tiradentes?

Desde a primeira realização, em 1993, que a prefeitura de Tiradentes apoia o evento, integrando-o ao calendário da cidade.

Como era a programação ao longo desses anos de evento e o que foi substituído?

A programação pouco se modificou desde seu início. Durante esses anos, o evento coloca a disposição de seus participantes uma programação básica, já que a cidade já possui os atrativos históricos para atrair os visitantes. O tradicional churrasco na quarta feira ainda se mantém. O que mais se alterou em sua programação foi a parte de shows, que, por 3 anos já não acontecem devido à solicitação de órgãos públicos (Iphan e Ministério Público Federal) para adequarmos o evento à preservação da estrutura do patrimônio tombado da cidade.
Só para esclarecimento: a grande maioria dos motociclistas só chegam ao evento na sexta –feira, e por isso não devem ficar sabendo desse churrasco, mas como muitos outros encontros, o Bike Fest também oferece um churrasco de boas vindas aos motociclistas, só que diferentes dos demais eventos, recepção de boas vindas acontece na abertura do evento. Outra grande diferença em relação à maioria dos encontros é que o Bike Fest vem, a cada edição, ampliado os dias de evento. Segundo os organizadores a intenção é que o encontro dure uma semana e transforme na semana da moto.

Desde que edição o Bike Fest não apresenta os tradicionais shows de Rock durante o evento?

Desde 2008. Agora acontecem shows em ambientes fechados, fora das praças e da área de preservação de patrimônio. Porém, esses shows não são realizados pelo evento.

O Bike Fest já deixou de ser realizado alguma vez ao longo desses anos?

Nunca deixou de ser realizado desde seu inicio em 1993.

A idealização do Bike Fest nasceu com o empenho de dois moto clubes( Balaios e Águias de Aço), esses MC participam ainda hoje, de alguma forma, dos preparativos do evento, já que oficialmente o evento é realizado pelo Grupo Berg?

Sim, esses dois moto clubes e outros (Ninho das Águias, Águias de Ouro, Cariocas e Lobos), além de pessoas da própria cidade, ajudaram na divulgação entre os amigos para a realização do evento. A parte de organização sempre foi realizada pelo Grupo Berg. Todos esses moto clubes ainda participam do evento.

Houve alguma edição do encontro de Tiradentes em que na organização estavam oficialmente o Balaios e o Águias de Aço?

Não. A função dos moto clubes sempre foi a de ajudarem na divulgação. Enquanto que o Grupo Berg trabalhava na organização e na busca de apoio e patrocínio.

O que terá na programação da edição de 2011? O que pretendem trazer de novo o Bike Fest? Já estão pensando nisso?

Já iniciamos o trabalho para 2011, vamos manter o padrão igual ao de 2010. Tentaremos inovar durante a busca de parceiros e idéia do projeto de 2011. Temos a idéia de mantermos o trilhão de motos e voltar com a exposição de motos clássicas, antigas e customizadas, que já foi realizado por 2 anos, em 2005 e 2006.
Vamos continuar a investir na preservação do meio ambiente com plantio de árvores para neutralizar o monóxido de carbono emitido pelas motocicletas e apoiar o Corpo de Bombeiros Voluntário de Tiradentes.

Nota: Mesmo tento em sua origem o fato de ter sido idealizado por harlistas, o que pode levar alguns motociclistas a pensar diferente, o encontro motociclístico de Tiradentes é democrático e todos os são bem recebidos não importa o tipo ou marca da motocicleta que esteja pilotando. Mais Bike Fest em 2011.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Encontro de Ubá-MG

7º Encontro motociclístico de Ubá- MG
Um encontro marcado pela harmonia e diversidade dos apaixonados pelo mundo das duas rodas



O encontro aconteceu entre os dias 18 a 20 de junho no parque de exposições da cidade, que funciona dentro de horto Florestal. A realização foi uma parceria entre os moto clubes de Ubá, sendo que o comando principal ficou por conta do Moto clube de Ubá, o mais antigo, com o do prefeito Vadinho Baião, além de vários patrocinadores do comércio local, especialmente os hotéis Sanreno, Alvorada, Ubanense Plaza Hotel e Pousada do Sol, que cederam cortesias aos organizadores.
A terra do grande compositor de música popular brasileira, Ary Barroso, nascido em 1903(mesmo ano oficial de "nascimento" da Harley Davidson), recebeu centenas de motociclistas mineiros e também representantes de moto clubes de vários outros estados da federação
.



Na sexta-feira durante a celebração de abertura do evento, a banda da polícia Militar apresentou vários temas, entre eles , Aquarela do Brasil, de Ary Barroso, que não foi esquecido pelos organizadores, assim como a música " Tema da vitória" do compositor Eduardo Souto Neto, o famoso hit que embalou as vitórias do nosso lendário Ayrton Senna, mexeu com as emoções de muitos motociclistas.
Após a abertura rolou muito rock n' Roll, assim como na noite de sábado e pela manhã o famoso café da manhã 0800(grátis!!!)
A organização ofereceu vários brindes aos motociclistas., como um voo panorâmico por Ubá abordo de um helicóptero, oferecido ao motociclista mais velho presente e ao motociclista com a carteira de motociclista mais antiga, além de outros brindes como hospedagens, souvenires . Os representantes dos moto clubes inscritos receberam um CD com 100 clássicos do Rock 'N Roll mundial, botons do evento, canecas personalizadas, etc.



Com o lema," Não importa a cilindrada, o que importa é seu espírito", o Moto Clube de Ubá e mais onze moto clubes conterrâneos se uniram e apoiaram a realização de um único evento na cidade, diferente do que costuma acontecer nesse meio, onde cada moto clube deseja realizar o seu próprio, transformando a cidade dos móveis, nas palavras de Bedeu, presidente do Moto clube de Ubá, “ na capital da motocicleta”. Foi uma grande festa das duas rodas que reuniu mais de 50 MC, com toda a diversidade de modelos, marcas, cilindras e estilos de motocicletas e um público estimado em 15 mil durante os três dias do evento.
O Sucesso do encontro refletiu em lotação máxima dos onze hotéis e pousadas da cidade, além de vários outros das cidades vizinhas, isso mesmo com duas áreas de camping disponibilizadas pelos organizadores.
Um galpão praticamente fechado, com 12 mil metros quadrados, acomodou muito bem uma área de camping, um estacionamento para as motos ( nada como curtir a noite ao lado de nossas preciosidades de duas rodas!), os stands e todo tipo de tendas, em fim, o evento aconteceu 100% dentro desse confortável ambiente, onde o frio da noite foi amenizado.
O cuidado da organização com os motociclistas que chegavam ao parque de exposição foi notável. Logo na chegada já havia placa sinalizando a direção do evento, além de, na entrada do horto, estarem vários motociclista recepcionado aqueles que chegavam. Não tinha como errar! Na barraca de inscrição eram praticamente as esposas, que também são integrantes dos moto clubes anfitriões, que recebiam os moto clubes.





Um rápido perfil do principal idealizador do encontro, o Moto Clube de Ubá

Fundado em 30 de junho de 2004, por dissidentes do moto clube Eu e Ela de Miguel Pereira-RJ,da facção de Ubá. O moto clube tem 18 integrantes. O nome do moto clube, foi sugerido por um dos fundadores Antenor Coelho Brum, que foi escolhido entre várias outras sugestões. Ele disse à Pró Moto que a opção por esse nome, foi , principalmente, pensado na divulgação do nome da cidade.
Eu falei com vários membros do clube, os quais me receberam com toda a atenção, disponibilizando o que eu precisasse. Numa conversa com o presidente Bedeu, ele falou da união que há entre os MC de ubá, da estrutura do MC de Ubá e no seu moto clube não há discriminação de tipos de motos, cilindradas e que as mulheres também são membros ativos e podem pilotar e usar o escudo como qualquer integrante efetivo do MC.

Moto Clube de ubá tem um encontro semanal, toda terça-feira na padaria Pão Gostoso. É um o encontro é aberto para qualquer pessoa ou moto clubes.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Encontro de Tiradentes

Cobertura completa do que rolou no Bike Fest na revista Pró Moto. Não perca, nas bancas em agosto. Enquanto isso, confira algumas imagens do grande encontro de Tiradentes-MG. Em breve aqui no Entisiasta, a breve história das origens do Bike Fest.






















terça-feira, 6 de julho de 2010


Edição número 100, traz a cobertura do que rolou nos encontros de Ubá-MG e do Bike Fest de Tiradentes-MG, além é claro, das novidades do mundo das duas rodas, especialmente do nosso off road. Disponível nas bancas a apartir da primeira semana de agosto.